quarta-feira, 13 de novembro de 2019

"Igreja Cristã Evangélica Hebrom. (Maracanaú).



-HEBROM-

No final do ano de 2018, voltamos para a nossa Igreja de origem. Igreja  Cristã Evangélica. Mais precisamente, nos tornamos membros da Igreja Cristã Evangélica Fortalezense. (ICEB).
Estamos falando do casal, pastor Antonio Rodrigues Sobrinho e Osmarina Rosa Rodrigues.
O pastor Antonio estava na espectativa de assumir o pastorado de uma igreja continuando assim o seu ministério na Seara do Senhor para o qual tem sido chamado e tem servido. Porém a Denominação Regional não dispunha de igrejas sem pastor.
Em março de 2019, por ocasião da inauguração da ICE de Siqueira (Fortaleza/CE.), nos encontramos com o presidente da Denominação (ICEB), pastor Luiz Cesar Araujo que ao conversar com o pastor Antonio perguntou se ele já tinha uma igreja em vista para pastorear. Antonio responde que não. Ele fala: "Então irmão procura um local onde você possa iniciar o trabalho." Antonio ficou feliz e no mês seguinte, portanto no mês de abril, deu início a busca de um local para dar início a um novo trabalho do Reino de Deus aqui na terra.
O objetivo seria iniciar esse trabalho numa localidade próxima à nossa casa, ou, seja, no Bairro onde moramos.(Conjunto Jardim Castelão). Não encontramos.
O pastor em conversa (online) com a pastora Erika Moore, essa oferece o prédio (aluguel), que o casal tem em Maracanaú/CE. E que está na imobiliária para ser alugado. Um prédio pronto para funcionar uma igreja, onde já funcionaram algumas. Deu certo. Alugamos. E demos início a demanda da organização. Cabe lembrar que estamos iniciando uma congregação filiada à Igreja Cristã Evangélica Fortalezense - sito à Praia de Iracema. Vale lembrar outrossim, que estamos iniciando do zero, na confiança inteira no Senhor Provedor. (Jeovah Jirhe).
E Deus nos mandou 50 cadeiras  para iniciar, através de um filho seu.(o empresário Max e sua esposa Mônica). O mesmo de bom grado decide assumir o aluguel do prédio. Louvamos a Deus por esse irmão e sua esposa, na certeza que serão grandemente abençoados por estarem sendo abençoadores."Ser próspero é ser capaz de multiplicar e servir quem está a sua volta." (ap. Paulo Tércio).
Deus nos mandou o que seria o fundamental para que o trabalho podesse funcionar: Ventiladores, caixa de som, microfones, um púlpito, uma geladeira e um gelágua.
A data de inauguração oficial com a presença da Igreja mãe, ICEfortalezense, foi marcada para o final do mês de julho/19. Porém iniciamos o trabalho, afim de divulgar, com um culto abençoado com a participação especial da Igreja Cristã Renovo. Cujo pastor Jidlafe Rosa Rodrigues, foi o dirigente do louvor e preletor oficial, trazendo uma Palavra muito edificante e animadora. Assim fizemos uma abertura do trabalho no sábado dia 13/07/2019.
 Contamos com a colaboração especial da Igreja Cristã Renovo de Fortaleza. Contamos com a presença de 35 pessoas, que vieram com o pastor Jidlafe. 
No dia seguinte, portanto Domingo, 14/07/19, dando continuidade, estamos a sós. Não veio ninguém. Só nós dois: Pr. Antonio e eu, (Miss. Osmarina). Confesso que me entristeci muito. Mas na expectativa, não paramos.
18/07/2019 - Quinta feira. Estamos aqui para visitar no Bairro. Visitamos as famílias com quem já tinhamos contato, e fomos numa rua mais afastada onde encontramos umas famíias com um grupo de crianças. Todos na faixa de 7 a 13 anos. Lançamos o convite. Ficaram animados. Mas não foram logo.
No dia 10 de agosto de 2019 um sábado. Deu-se a inauguração oficila com a presença da Igreja mãe: Igreja Cristã Fortalezense. Foi um trabalho muito alegre e muito animado. Contamos com a representação de 04 igrejas inclusive novamente a Igreja Cristã Renovo. Tínhamos 135 pessoas presentes. Festa!
Interessante: Um garoto por nome Marcelo, de 7 anos, naquela noite ficou muito próximo do pastor Antonio. Antes de iniciarmos o culto, vimos que precisaríamos mais copos descartáveis para água e merenda especial depois do culto. Ele se ofereceu para ir com o pastor adquirir mais copos. Ele ficou junto e ao se despedir após o culto falou que estaria conosco no dia seguinte que seria 11/08/19, domingo. Não apareceu. Mas no domingo seguinte, 08 dias depois, ele chega de bicicleta. O trabalho já tinha se iniciado. Estávamos ali: O pastor Antonio, eu, a irmã Maria e a irmã Lurdes. Olhei de longe e acenei para ele entrar. E para minha surpresa; ele virou os guidões da sua bicicleta e desapareceu! Quase choro. Que pena! Ele tá chateado conosco? O que aconteceu? Fervilhou de uma vez todas essas perguntas na minha cabeça.
Fiquei triste! Triste! Mas orei. E para minha grande surpresa e uma alegria enorme, apenas uns 10 minutos depois ele voltou trazendo 05 amiguinhos para entrar e assistir o culto até o final. Uma cena linda e admiráve! O meu coração transbordou de risos. Graças a Deus têm assistido com assiduidade. Louvado seja Deus.





quarta-feira, 23 de outubro de 2019

NA PAREDE DO CORAÇÃO - (osmarina rosa rodrigues)

Tonzinho com 05 anos de idade.Na parede do coração!


Ton com 11 anos. 





 NA PAREDE DO CORAÇÃO.

Na parede do coração.
        (osmarina rosa rodrigues).

O tempo da infância,
O amor a emoção,
Tudo guardo com relevância
Na parede do coração.
Tempo de magnanimidade,
Tempo de folguedo,
Tempo de  brilho, 
Tempo de ação.
Todos estão bem guardados
Na parede do coração.

O primeiro dia de aula
A primeira cartilha
A primeira lição
Ficou tudo bem guardado
Na parede do coração!


                             
                    A mochila que eu conduzia
                    Com um caderno
                    Dentro, a cartilha,
                    O lápis e o borrão.
                    A figura de cada um
                              Guardei...
                    Na parede do coração!
                    A mochila... como lembro!
                              De tecido de algodão
                    Costurado pela mãezinha
                    Em sua máquina de mão.
                    .
                    São lembranças
                    Bem guardadas
                   Na parede do coração!



                                           
                   

Minha primeira boneca,
De plástico. Celuloide!
Adquirida com paixão!
Eu a amava
    Eu a abraçava
Embora bem
Pequenininha!!
Sua lembrança ficou guardada
Na parede do coração!

E os passeios a cavalo
Na companhia de meus pais?
O coração batia forte,
Gerando profunda sensação.

Com pena de ouro
Com tinta eldoro
Gravei com todo o cuidado
Na parede do coração!


                                O meu encontro
                                Com Cristo,
                                Sua Palavra
                                A compreensão
                                Minha alegria
                                A segurança
                                E a certeza de salvação
                              Tudo isso está gravado
                              Na parede do coração!


A compra do acordeão
As aulas, o prazer em tocar
Relíquia do pai querido
Que gostava de escutar
A mim na sanfona
O mano no violão
Tudo, tudo está inserido
Na parede do coração!

                                                    Olhando agora ao redor
                                                    Tudo parece vazio
                                                    Não se escutam os acordes
                                                   Não há mais papai ao lado
                                                   Não há som do violão!
                                                  Não existe mais boneca
                                                  Não há bola nem peteca.
                                                  

Mas... vejo tudo estampado
Na parede do coração!


Do livro de poesias: "Meu Floriégio" das autoras - Vitória e Osmarina Rodrigues. (pág. 11.)

Fortaleza, 23/10/2019.














segunda-feira, 26 de agosto de 2019

O CASAL FRANCISCO&SOLIDADE ROSA.

O CASAL FRANCISco&SOLIDADE ROSA
(osmarina rosa rodrigues)

No século XIX, chegava ao Brasil, um casal português em busca de melhores condições. Com um alvo em mira: Adquirir fortunas, crescer, enricar. Este casal chamava-se José Antonio Rosa de Souza e Maria Rodrigues da Conceição. Em abril de 1896, este casal ganhava um filho a quem deram o nome de Francisco Rosa de Souza. O sonho do casal português não se realizou. Enfrentaram muitas dificuldades, tiveram outros filhos e filhas e faleceram muito cedo deixando a família de menor idade. O primogênito (Francisco), tornou-se o arrimo da família. Enfrentou anos difíceis de escassez aqui em nosso Ceará.
Casou-se cedo com uma menina de 15 anos por nome Maria da Solidade. Adquiriu uma propriedade onde criou uma família de 15 filhos.
Eram católicos praticantes. Amavam, adoravam a virgem Maria e mais  um grupo enorme de outros ídolos. Certo dia chega em sua casa um jovem seu sobrinho que voltava do Maranhão onde estivera por alguns anos. Esse jovem havia tido a oportunidade de ouvir as Boas Novas do Evangelho e de aceitar o Senhor Jesus Cristo como o seu Salvador. Ao chegar na casa dos tios anunciou o Evangelho mas meus pais, o senhor Francisco Rosa e sua esposa ignoraram a mensagem de Salvação. Poucos meses depois chegavam aqui no Ceará alguns missionários norte americanos que atendendo o chamado e o ide de Cristo, anunciavam o evangelho em nossa região. Entre esses, os casais Percy e Sara Bellah e Edward Carlos e Dorothy Knechtel, fixaram morada no interior cearense afim de evangelizar e ganhar almas para o reino de Deus.
Assim, penetraram o sertão crateusense e ganharam algumas famílias para o reino de Deus. Voltavam sempre para discipular os salvos e fazê-los crescer no conhecimento da Palavra de Deus.  Dos servos discipulados formaram uma congregação na fazenda Purga de Leite propriedade da família Honorato, onde deram início aos trabalhos dominicais. Organizaram a Escola Bíblica Dominical. Maria Rosa a filha primogênita do casal Rosa, assiste a Escola Dominical, compreende a Palavra ali explicada e aceita o Senhor Jesus Cristo como o seu Salvador. Levou a mensagem de salvação aos seus pais mas esses não a receberam. Se revoltaram com a decisão da filha. Ela não desistiu e os levou a ouvir a Palavra. Meses depois os missionários Percy e Edward voltaram para visitar o grupo e continuar o trabalho ministerial naquela região. E os meus pais Francisco e Solidade Rosa os convidam para realizar um culto em sua casa (Na Fda. Barra-D'água). Foram e ficaram dois dias em nossa casa para realizar dois cultos consecutivos. Na primeira noite, o Pastor Percy pregou sobre o Céu, lugar de gozo eterno onde morarão aqueles que aceitarem o Senhor Jesus. Ao fazer o apelo, Dona Maria da Solidade é tocada pelo Espírito Santo e faz a sua decisão. Convida o marido (Sr. Francisco Rosa) mas, esse não aceitou.. Na noite seguinte o pastor Percy prega novamente. Desta feita fala sobre o inferno: "Lugar onde o fogo não se apaga e o bicho não morre". Fez o apelo e o Sr. Francisco Rosa não resistiu e fez a sua decisão ao lado de Cristo.
No dia seguinte, antes de voltarem para suas residências, o Pastor Percy Bellah batendo no ombro do Seu Chico Rosa, como era chamado, rindo falava: "Em Seu Chico, enquanto o senhor ouviu falar do céu não se decidiu deixar tudo por amor a Cristo e garantir o seu lugar na morada celestial mas, quando ouviu do lugar onde o fogo não se apaga e o bicho não morre... aí o Senhor resolveu querer o céu não foi?" entre risos e abraços. Louvado seja Deus! Andaram com Cristo, encaminharam a família aos pés do Salvador, perseveraram na fé e hoje estão na Glória com o Pai.
Agradecemos a Deus e aos missionários que corajosamente enfrentaram os sertões e os desbravaram, abrindo o caminho da salvação para muitos naqueles lugarejos, sofrendo, passando mal, dormindo pouco sem qualquer conforto, por amor a Obra Divina.
Aleluia!